Sexta-feira, 21 de Agosto de 2009

Fica a conhecer o estilo dread, o rapper Usher e um graffiti de hip hop!!!

People hoje deixo-vos um post exclusivamente dedicado aos dreads, ao hip hop e aos graffitis, espero que curtam mas antes a publicidade aos meus blogs dos "Morangos com Açucar" e "Rebelde Way" em http://morangoserebeldes.blogs.sapo.pt com novidades sempre actuais das tuas séries e os downloads de episódios dos "Morangos com Açucar" e muito mais em http://episodiosmcadownload.blogspot.com...

 

O que é um verdadeiro dread?

 

Estilo Dread

 

Os dreads são uma espécie cada vez mais numerosa em Portugal, particularmente abundante nos subúrbios das grandes cidades. As tribos de dreads são fortemente inspiradas pela sub-cultura hip-hop dos Estados Unidos, tendo copiado literalmente a imagem dos gangsters afro-americanos que é transmitida pelas televisões.

Caracterizam-se pela roupa larga (são vulgares as camisolas de clubes de basquetebol norte-americano de tamanho duas vezes acima do normal), calças presas abaixo ou a meio das nádegas, dando a mostrar as cuecas, boné colorido e ligeiramente virado para o lado, sapatilhas largas por vezes com os atacadores desapertados, brincos nas orelhas e alguns colares e anéis de ouro (tipo árvore de natal). Um dread pode ser identificado a várias dezenas de metros pela sua curiosa forma de andar: ligeiramente curvado, enquanto bamboleia o corpo para um lado e para o outro. Quanto mais denunciadamente o fizer, mais respeito ganhará dentro da tribo. Também são naturais os gestos com os dedos, em forma de W ou outras letras do alfabeto (geralmente só sabem uma), que simbolizam a proveniência do espécime.

Nos primeiros encontros com um dread, é normal sentir um pouco de receio, mas a grande maioria dos espécimes é totalmente inofensiva. São os chamados wanabe dreads, com os seus cumprimentos especiais, as palavras secretas e a navalha escondida no elástico das cuecas. Fazem circular pela net fotografias onde estão acompanhados por armas de fogo e droga, com o objectivo de impressionar, mas o que alguns mais dão é vontade de rir às gargalhadas!

Recentemente apareceram também os betos-xunga, um híbrido entre o dread e o beto. Os indivíduos deste subgrupo são aqueles que combinam o sapato vela com o boné apontado ligeiramente para o lado e o brinco de ouro com o pólo às riscas, não conseguindo nunca ocultar a sua natureza pirosa.

Por fim, também há casos de mulheres dreads. Não se importam em ser tratadas como simples objectos. Antes pelo contrário, são mais respeitadas quanto maior a quantidade de dreads que levarem para a cama. Caracterizam-se pela maquilhagem à transformista, pelo cabelo puxado para trás atado com uns quantos elásticos (ou uma flor artificial), pelos piercings, pelos casacos com capuz forrado a pêlo e pelas danças tribais.

Os divertimentos da tribo passam pela música, pela ganza e pelo tuning.
Na música, tentam inventar umas quantas frases que rimam (mesmo que sejam totalmente absurdas), juntam uma batida e pronto, já está, são autênticos MC's do hip-hop underground. Por vezes, muito raramente, podem encontrar-se raros talentos dentro deste grupo, perdidos numa imensa maré de nulidade. Quando os dreads músicos chegam às televisões (e se lá chegam, é devido à total falência dos órgãos de comunicação), lá vão passando os seus clips que devem obedecer obrigatoriamente a três regras fundamentais: a presença de ouro, mulheres semi-nuas e grandes carros. Se um clip não cumprir uma destas regras, não pode ser considerado um vídeo de hip-hop.

Por fim, temos o tuning, onde os dreads mais endinheirados investem. Não descansam enquanto não mudam totalmente o aspecto do carro, no geral para pior. Equipam o bólide com todas os acessórios e mais alguns, rebaixam a suspensão, acrescentam umas luzes néon e terminam com uma forte aparelhagem. Geralmente quanto mais alto estiver o som da aparelhagem, pior é o carro. Desta forma, aplica-se a máxima “compre o rádio, leve o carro”. Resta avisar que os dreads, quando passam na rua ao volante do seu carro, ligam o som no máximo para que todos os transeuntes apreciem em que o veículo se tornou.

 

 

 


 

A missão dos dreads...

 


 

 

http://wwwdelivery.superstock.com/WI/223/1612/PreviewComp/SuperStock_1612R-19327.jpg


 

 

Vida de dread é fudida,

Vivemos por uma life que nunca estará perdida,

Nunca há solidão,

Um dread tem sempre tesão...


Uma sombra no escuro,

Uma vida no duro,

Um fato de treino pausado,

Um dread nunca é um desgraçado!!!


Uns ténis da nike, étnis ou adidas é o style a mostrar,

Um dread que não pode parar,

Uma street que de dreads está a precisar!!!


Betos toca a atinar,

Não andamos a anhar,

Chegamos para esta merda conquistar e os betos matar!!!

 


http://www.metalshop.sk/images/boty_etnies_callicut_white_skulls_z.JPG


Todo o estilo do hip hop, o que os dreads curtem...



A Biografia do rapper Usher...

foto: divulgação
 
Nome: Usher Raymond
Nascimento: 14/10/1978
Origem: Chattanooga / Ohio - United States

A atmosfera de Atlanta nos últimos anos exala tanto r'n'b e hip-hop que os artistas de lá começam a gravar discos quando ainda são moleques. O fenômeno Usher foi mais um deles: descoberto em um sarau local por um executivo da gravadora La Face aos 14 anos, ele foi levado ao chefão da companhia, L.A. Reid, que contratou o menino Usher Raymond, recém-saído de corais gospel.



Adotando simplesmente o nome Usher, ele foi apresentado ao mundo em 1994, em um disco que contava com a produção executiva de Sean Combs (também conhecido como Puffy ou Puff Daddy). Logo no primeiro single, "Think Of You", ele chegou às rádios de todos os EUA e virou mania nacional: gravou um jingle da Coca-Cola e integrou o projeto de r'n'b Black Men United, com vários outros cantores, que lançou o single "You will know", da trilha sonora do filme "A face da verdade (Jason's lyric)". Ao lado de outro fenômeno, Monica, ele regravou "Let's straighten it out", de Latimore.



O segundo disco de Usher foi lançado quando ele, finalmente, se formou na escola. "My Way", de 1997, traz o rapaz mostrando suas habilidades de compositor em seis das nove músicas, além de contar com produtores como Jermaine Dupri, Babyface e o velho amigo Combs novamente. O primeiro single do disco, "You Make Me Wanna...", logo o levou novamente ao topo das paradas de r'n'b, além de promover o cruzamento para o mundo do pop. As canções "Nice & Slow" e "My Way" seguiram o mesmo caminho. Enquanto isso, Usher enveredou pela carreira dramática, aparecendo em "Prova final" (de terror adolescente) e o drama urbano "Um grito por justiça". Não se esquecendo dos fãs, ele lançou um disco ao vivo, chamado simplesmente "Live", em 1999. Ele voltou aos discos em "All about U", de 2000, e "8701", de 2001, que o estabelecia definitivamente como cantor de soul, não mais como prodígio adolescente.

foto: divulgação



No início de 2004, o single "Yeah!" , produzido por Lil Jon, chegou às rádios. A contagiante canção, que tinha o cantor e amigo Ludacris como convidado, subiu como um foguete e levou consigo o disco "Confessions (Interlude)", que surgiu pouco depois. O disco mais maduro de Usher ganhou o Grammy de melhor disco de r'n'b contemporâneo.


foto: divulgação

http://www.tvoneblogs.com/thespin/wp-content/uploads/2008/10/usher_reviewjournal.jpg

http://www.popstarsplus.com/images/UsherPicture.jpg


 

 

Agora deixo-vos com um graffiti bué louco, espero que curtam...

 

http://www.lafamigliazine.com/site/assests/img/graffiti/a/dread.gif

 

publicado por Rickymcdread às 15:57
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


.posts recentes

. A morte da cantora Whitne...

. download CD Best Of March...

. download CD Best Of March...

. Um Bom Natal com download...

. Concerto de Lady Gaga em ...

. Downloads - o melhor do R...

. O melhor dos downloads (n...

. As damas do Hip Hop em fo...

. Novidades Hip Hop Tuga!!!

. O melhor do Hip Hop para ...

.arquivos

. Fevereiro 2012

. Março 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

radio Cidade FM...


widgeo

widgeo
Contador de acesso
Contador de acesso

compteurs free counters
(brevemente)

blogs SAPO

.subscrever feeds